1.4.08

Podrona na Poltrona


Tô Bal.
Gribadaça.
Mas o bior é a baranóia.

A cabeça funcionando a mil, num sistema de autoconvencimento
de que não estou com dengue.
Fico rebetindo para mim mesma, entre fungadas e espirros:
"Dão tô com dor-de-cabeça. Dão tô bomitando. Dão tô com dor no corbo. Dão tô com dor de barriga!"

Mesmo assim, os sobressaltos são constantes:
Ai, cadê o repelente?!
Ai, as pastilhas de protector acabaram.
Ai, tem um bicho voando ali!
Tem risquinhos brancos?

Ufa, era uma mosca.

Essa foi por pouco.

Platf!

(p.s: como se a gente já não tivesse tanta coisa para se preocupar...)

3 comentários:

Lá Cristina disse...

Cuidado com o AEDES aí, hein!!!!!

Clara disse...

Tá todo mundo paranoico nessa cidade!!!!!

luciana disse...

shuahsuahaushauh paranoia mesmo...mas não é dengue não né?