13.11.07

Série Barulhinhos Insuportáveis: O RONCO

O ronco nunca foi útil mesmo.

O macho da nossa espécie ronca por uma questão de sobrevivência.
Volte a ampulheta do tempo para a pré-história:
Você e seu novo namorado homo sapiens estão dormindo ao relento.

No escuro da floresta, uma onça se aproxima sorrateira prestes a - NHAC! - devorar vocês dois.

De repente, ela ouve aquele quase rugido - RONC - e, quem sabe (se for uma onça meio medrosa e sem a mínima fome) - pense duas vezes antes de fazer a boquinha da madrugada.

A idéia até que é boa -- em tese --, mas é claro que nunca funcionou na prática.
Que onça ia fugir de um ronco?
Um coelhinho vá lá. Um quati, um porquinho da índia.

A questão é que hoje, sem onça, sem floresta, o ronco, que já era uma ferramenta desnecessária desde sua criação, não faz o mínimo sentido.

Desde que meu apartamento entrou em obra, minha vida está reduzida a um quarto onde durmo com toda a minha tribo reunida, composta por:

- um macho da espécie de 40 anos (que está um pouco acima do peso)
- uma criança de 3 anos (que vive de nariz entupido)
- uma cachorrinha maltês (que acha que é a líder da matilha).

Os três parecem combinar:
Pedro dá o rugido, Cecília completa com a respiração pesada e Peggy dá aquela gemida de cão.
E eu, insone, com os dentes trincados de nervoso, esperando a próxima sequência, sempre na mesma cadência, de intervalos calculados com tanta precisão pela natureza, que só me deixam mais louca:

... ronc.. sshhh... hummm...
1,2,3 recomeçando:
... ronc.. sshhh... hummm...

Às 5h30, levantei para relaxar.

P.s: Eles dizem que eu ronco também, mas nunca ouvi.

11 comentários:

Perla Kahoane disse...

Realmente até hoje não sei o porquê da existência desses barulhinhos insuportáveis...
Amei me ver no seu blog rs
Você é demais, viu? beijosssss

Angélica Lopes disse...

brigada, perlinha!!!

Blog da Mari disse...

Posso sugerir tampões de ouvidos??

kkkkkkkkkkkkkkkkk

bjuu

Angélica Lopes disse...

Tampões me incomodam também!
Tudo me incomoda, Mari!
Mudei de quarto, mas, como estava chovendo,
o barulho PING PING PING
das gotas de chuva na chapa de aluminio que proteje o ar-condicionado começou a me enlouquecer!!!

Vcs acham que eu sou fresca?

Lá Cristina disse...

Fresca?! Que nada! rsrs
Nem posso falar nada... sou cheia de manias pra dormir. Portas e janelas trancadas sem uma brechinha, luzes totalmente apagadas e virada pro lado contrário ao da TV e do aparelho de som (aquela luzinha vermelha me incomoda tanto - não noção, sem falar que o som tem um efeito especial, um mundo de cores, de um lado pro outro, o tempo inteiro!), além de ter um ritual antes de deitar.
Será que SOMOS frescas?!

Angélica Lopes disse...

Lá, você também tampa a luz do rádio relógio ou do vídeo com um livro?

com pano não adianta por que a luz vaza!!!

bjs

valmir disse...

Lembro de uma experiência incrível, uma baita aventura que fiz uma vez. Num desses trens, viajando de madruga (pra não pagar albergue) entre um país e outro da Europa. Dividi a cabine com um chinês (bem, era oriental) que roncava como se fossem trovoadas. Eu não conseguia dormir. O que fiz? Comecei a bater nas paredes e a cantarolar samba-enredo (explode coração, na maior felicidade..). deu certo. Ele passou a noite mudo, insone. Sugiro você tentar essa tática tb. Se o problema persistir, tente pagode, axé ou qualquer letra de refrão pegajoso.

Lá Cristina disse...

Angel, temos algo em comum. Pensei que fosse a única a fazer isso!

Tá vendo como os livros são extremamente úteis e necessários na nossa vida!?

Adorei a sugestão do Valmir!

Beijitossssss

Angélica Lopes disse...

Maravilhosa essa história, Valmir!!

Mas com desconhecidos ainda podemos ter posturas agressivas...

Mas como posso cantar um axé para acordar minah filha de madrugada?

Quem vai ter que aguentar o coro sou eu!

LEMBRANçA:MInha ex-vizinha costuma colocar funk no máximo: eu botava música clássica, também no máximo, para rebater.

Mas não adiantava: MC Marcinho sempre ganahva de Bethoven.

Ronca-Tripa disse...

rooooiiiinnnccccccccccccc! tzzzzzzzzzzz!

Bizoca disse...

Gravidez agrava ronco nas mulheres. Ano passado, usei daquelas tirinhas que você gruda no nariz prá abrir mais as narinas e diminuir o ronco. Daniel diz que ajudava bem, embora não resolvesse o problem 100%. Tem dessas tirinhas aí? Compra umas pro Pedro.

Quanto ao teu ronco EU JÁ OUVI!!!
Durante quanto tempo? 22 anos???hahaha
As vezes incomodava mesmo. Mas não sei se chamaria de ronco. Era mais tipo resonar, respirar alto...